sexta-feira, 29 de abril de 2011

QUE DEUS ABENÇÕE A SUA VIDA E UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA PARA TODOS.

  Parece que este dia nunca vai chegar, parece estar tão longe nossos planos, parece que é impossivel de concretizar, parece que estamos naquele barco com aquela tempestade que nunca acaba,  parece que a vitória nunca vai acontecer, parece que todos sumiram, parece que nosso amigos desapareceram, parece que aqueles que gostam da gente agora odeiam, parece que tudo esta dando errado, parece não ter jeito, nos prostamos  de joelhos e choramos, clamamos, olha o que acontece,

     Mesmo quando tudo parece dizer não, tudo seja contra, quando você clama, chora, os joelhos se dobram, se coloca ao pó, o rosto na poeira, ELE estende sua mão suavemente e segura na sua  e diz que o caminho é este e ainda há muita luta e fala que esteve sempre ao seu lado e como um passe de mágica o impossível começa acontecer porque Ele é DEUS perfeito e jamais rejeita um filho que precisa de ajuda.

JESUS DISSE: " Aba, Pai, tudo te é possível. Afasta de mim este cálice; contudo, não seja o que eu quero, mas sim o que tu queres". Marcos 14 ver 36. 

 Jesus afirma que para Deus tudo é possível e que afaste dele o que estava por vir e  pede para que seja feita a vontade de Deus e não a Dele, é nesta fé que sua vida vai mudar que o impossível vai acontecer porque para DEUS TUDO É POSSÍVEL, dobre seu joelho e pede para Deus fazer a vontade dele em sua vida, entrega teus sonhos nas mãos do Pai.

     DEUS QUER TE ABENÇOAR AMADO(A) IRMÃO(A), ABRA SEU CORAÇÃO, JESUS ESTA PRONTO PARA ENTRAR E TRANSFORMAR SUA VIDA E NÃO DESISTA QUANDO UMA PORTA SE FECHA OUTRAS SE ABREM.


Por mim. Maurício Pellegrino Málla





TRABALHO POLÍTICAS PÚBLICAS EM EDUCAÇÃO PARA 30/04


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Profissionais rejeitam voluntários em escola municipal do Rio e enviam documento para 3ª CRE

Profissionais rejeitam voluntários em escola municipal do Rio e enviam documento para 3ª CRE


Os  profissionais da Escola Municipal Ordem e Progresso se mobilizaram para discutir a questão do trabalho voluntário nas unidades municipais, política que integra o pacote educacional implementado pela secretária de Educação Cláudia Costin e pelo prefeito Eduardo Paes com objetivos de abrir as portas das escolas para ONGs e Organizações Sociais de caráter privado. Depois do debate, a categoria redigiu um documento recusando a entrada de voluntários na escola, encaimhado para a 3ª CRE e para a SME.

O Sepe publica abaixo o teor do documento enviado para a CRE para que as outras escolas da rede municipal possam ter acesso a estas importantes questões levantadas pelos profissionais da EM Ordem e Progresso e promovam as suas próprias discussões e documentos que possam contribuir para este debate.


Rio de Janeiro, 16 de março de 2011.

A Sr ª Chefe da 3ª Coordenadoria de Educação Maria do Amparo Miranda Reis.

Nós, professores regentes da Escola Municipal Ordem e Progresso, apresentamos publicamente esse documento com o objetivo de reafirmar a nossa posição político pedagógica de não aceitar, em nenhuma hipótese, a realização de trabalho voluntário para atividades de reforço escolar em nossa escola. Temos a firme convicção de que esta é uma atividade pedagógica, portanto uma atividade docente e que deve, obrigatoriamente, ser realizada por profissionais devidamente qualificados para o exercício da função.

Ressaltamos que, em nossa opinião, a execução de tarefas docentes por pessoas não habilitadas constitui-se em clara evidência do exercício ilegal da profissão do magistério.

Apesar de as práticas de incentivo ao trabalho voluntário em atividades educacionais serem implementadas enquanto política pública desse município, avaliamos que temos o direito democrático e o dever de questioná-las nos seus aspectos legais e éticos.

Consideramos que essa proposta constituí-se em um exemplo da desresponsabilização do Poder Executivo Municipal com a Educação Pública, que visa a redução do financiamento educacional público, com o qual não podemos concordar.

Trata-se, portanto, de uma proposta que além de não resolver os problemas fundamentais da rede municipal, que são: salas de aula superlotadas, ausência de tempo adequado para planejamento e reflexão das práticas pedagógicas, baixo salários dos profissionais, estrutura precária de nossas escolas e falta de pessoal, ainda promove de forma desrespeitosa e irresponsável a desqualificação da carreira docente.

É evidente que, enquanto professores comprometidos com os interesses dessa comunidade, almejamos a qualidade na educação, mas entendemos que o exercício eficiente de nossa função depende da implantação de medidas efetivas voltadas para uma educação pública de qualidade.

Lembramos ainda o compromisso assumido pela Sr ª Secretária de Educação Claudia Costin, em audiência com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação – SEPE, que o trabalho de voluntários e estagiários na rede seria uma opção da escola e professores e não uma imposição da Secretaria Municipal de Educação.

Entendemos que qualquer tentativa de imposição nesse sentido seria uma medida arbitrária e estamos dispostos a questionar os seus aspectos políticos e legais, já que em nossa opinião, essa ação viola direitos constitucionais e também princípios da legislação educacional.

É importante ressaltar alguns princípios da legislação brasileira educacional que estabelecem para o exercício da atividade docente a presença de sólida formação básica que propicie o conhecimento científico e também a associação entre teoria e prática, sem os quais não acreditamos ser possível o desenvolvimento pleno de nossos alunos. Afinal, o processo de letramento não se resume a decodificação de códigos lingüísticos.

Consideramos ainda curioso o fato de a nossa escola ter sido escolhida para o desenvolvimento de tal projeto,  já que a mesma é reconhecida por realizar um trabalho de qualidade onde o rendimento dos nossos alunos está acima das metas educacionais nacionais para os próximos anos. Embora discordemos do projeto, estamos certos de que são imensas as necessidades desta região.

Sobre o problema da desqualificação profissional, alertamos para o perigo de deixar crianças aos cuidados de pessoas despreparadas. Nesse sentido é bom lembrar o caso da Escola Municipal Roma onde um engenheiro esmagou o dedo da aluna na porta, por perder o controle emocional, quando a mesma pediu para ir ao banheiro na hora da aula. Esse não foi um caso isolado. Infelizmente não podemos responsabilizá-lo, pois o mesmo não tinha qualificação para exercer tal atividade. Responsabilidade que cabe ao poder público.

Em nossa escola vivenciamos a constrangedora experiência de ver uma voluntária empurrar uma criança. Felizmente a professora da turma agiu rapidamente. Por isso achamos importante abrir a discussão com nossa comunidade.

Não acreditamos que a solicitação de um documento assinado pelos professores desta escola, por parte da chefia da 3ª CRE, seja uma tentativa de intimidação e retaliação aos profissionais.

Tal atitude seria incompatível com o estado democrático de direito que preza e valoriza a diversidade. Isso certamente ofenderia osprofissionais desta escola que exercem o seu livre direito à contestação e à reflexão crítica sobre as políticas educacionais vigentes.

Afirmando o nosso compromisso com uma Educação Pública de qualidade que atenda aos interesses da população.


                                                      Atenciosamente, assinamos o documento.

Profissionais da Escola Municipal Ordem e Progresso

fonte: http://www.seperj.org.br/ver_noticia.php?cod_noticia=1888

Professores municipais em greve




Paraíba

Professores municipais em greve
Após negociações e propostas rebaixadas apresentadas pela prefeitura, os professores da rede municipal de ensino entraram em greve reivindicando aumento salarial e melhores condições de trabalho

27 de abril de 2011
Em assembléia realizada na quarta-feira, 20, os professores da rede municipal de ensino decidiram pela greve para pressionar o prefeito a atender suas reivindicações. As negociações estavam sendo realizadas entre sindicato e prefeitura, mas não houve nenhum acordo com as propostas rebaixadas apresentadas pela prefeitura que não contemplam as reivindicações dos professores.
Os cerca de 17 mil trabalhadores que compõe a categoria reivindicam reajuste salarial de 20% e uma audiência com o prefeito de João Pessoa, Luciano Angra, pra discutir a situação do ensino público municipal da cidade. A prefeitura apresentou duas propostas que não contemplam as necessidades da categoria, que foram de 7,5% e 10%. A razão da audiência com o prefeito é que os professores crêem que apenas com esse diálogo haverá um avanço significativo. “Desde 8 de fevereiro que a gente tenta avançar nas negociações, mas o prefeito não nos recebe”, denunciou o presidente do Sintem (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Municipal de João Pessoa) Daniel de Assis.
Com a greve, mais de 65 mil alunos que estudam nas 94 escolas da rede municipal ficarão sem aula devido ao descaso da prefeitura com a educação. Os professores estão sem reajuste salarial por anos e, com o golpe da prefeitura do bônus, onde o valor recebido pelos professores não é incorporado ao salário, que fica congelado no mesmo valor por anos.
Os professores denunciam a farsa apresentada pela prefeitura em relação ao salário dos professores. Segundo a carta apresentada pelos professores a prefeitura engana descaradamente a população e tenta desmoralizar a greve porque apresenta salários que não são verdadeiros. Segundo a prefeitura o professor de Educação Básica I recebe 1317,19 e o Professor Educação Básica II recebe R$ 1756,30. Mas os trabalhadores denunciam que recebem R$ 901,22 de remuneração sendo que R$ 693,36 no vencimento no cargo de professor Ed. Básica I e R$ 1201,66 na remuneração e R$ 924,36 no vencimento no cardo de professor Ed. Básica II.
Para acabarem com os ataques da prefeitura contra a educação os professores devem lutar até o atendimento de suas reivindicações, pois uma educação de qualidade começa por um bom e valorizado profissional de ensino, que tenha capacidade de se aprimorar constantemente. Com um salário miserável não existe a possibilidade desse profissional, que precisar possuir uma carga horária de aulas muito grande ou trabalhar em outras funções para complementar sua renda.

fonte: http://www.pco.org.br/conoticias/imprimir_materia.php?mat=28565

CONVOCAÇÃO AUXILIAR DE CRECHE 27/04 MUNICIPIO RJ

GRANDE CONVOCAÇÃO!!!

SEGUE:


1º PASSO : 

CLICAR NO LINK
ABRIR NO DIA 27 DE ABRIL
CLICAR EM ATOS DO PREFEITO
A CONVOCAÇÃO ESTA NA PRIMEIRA E SEGUNDA PÁGINA


 
PARABÉNS AOS  CONVOCADOS



terça-feira, 26 de abril de 2011

ED. INFANTIL HOMOLOGAÇÃO E CHAMADA NOS PRÓXIMOS DIAS

SAIU HOJE NO D.O MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO HOMOLOGAÇÃO DO CONCURSO DE ED. INFANTIL.


 ESTÁ PREVISTO PARA OS PRÓXIMOS DIAS A CONVOCAÇÃO DOS APROVADOS. NOTÍCIA DIRETA EXTRA OFICIAL INFORMADA POR FONTES NA PREFEITURA DADA  À AMIGA SILVANE  QUE ESTEVE LÁ ESTA SEMANA PARA TOMAR POSSE DE SUA APROVAÇÃO DE PII E APROVEITOU PARA PERGUNTAR SOBRE A CHAMADA DE ED. INFANTIL

domingo, 24 de abril de 2011

Desabafo

Desabafo

Marcelo D2

Composição : Ivan Lins / Ronaldo Monteiro
[Introdução]
"Deixa, deixa, deixa, eu dizer o que penso desta vida, preciso demais desabafar..."
[D2]
Segura!
"Deixa, deixa, deixa, eu dizer o que penso desta vida, preciso demais desabafar..."
Eu já falei que tenho algo a dizer, e disse
Que falador passa mal e você me disse
Que cada um vai colher o que plantou
Porque raiz sem alma, como o flip falou, é triste
A minha busca é na batida perfeita
Sei que nem tudo tá certo mas com calma se ajeita
Por um mundo melhor eu mantenho minha fé
Menos desigualdade, menos tiro no pé
Andam dizendo que o bem vence o mal
Por aqui vou torcendo pra chegar no final
É, quanto mais fé, mais religião
A mão que mata, reza, reza ou mata em vão
Me
contam coisas como se fossem corpos,
Ou realmente são corpos, todas aquelas coisas
Deixa pra lá, eu devo tá viajando
Enquanto eu falo besteira, nego vai se matando
Então:
[refrão]
Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso desta vida
Preciso demais desabafar (2X)
Ok, então vamo lá, diz:
Tu quer a paz, eu quero também,
Mas o estado não tem direito de matar ninguém
Aqui não tem pena morte mas segue o pensamento
O desejo de matar de um Capitão Nascimento
Que, sem treinamento, se mostra incompetente
O cidadão por outro lado se diz, impotente, mas
A impotência não é uma escolha também
De assumir a própria responsabilidade
Hein?
Que cê tem e mente, se é que tem algo em mente
Porque
a bala vai acabar ricocheteando na gente
Grandes planos, paparazzo demais
O que vale é o que você tem e não o que você faz
Celebridade é artista, artista que não faz arte
Lava a mão como pilatos achando que já fez sua parte
Deixa pra lá, eu continuo viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai, vai
Então deixa...
[refrão]
Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar 2X

Enviado por Ronald M.

Canal Aberto - Sua Postagem No Blob

Mande um email para mpmpellegrino@hotmail.com sua postagem e será publicado.


Frases, textos, poemas, desabafo, escreva como é ser professor, mande uma mensagem especial para uma pessoa querida, etc....

sexta-feira, 22 de abril de 2011

HISTÓRIA - A Biblioteca Nacional lança o site D. João VI: o papel de um legado.

A Biblioteca Nacional lança o site D. João VI: o papel de um legado.
A Coordenadoria de Pesquisa e a Coordenadoria de Informação Bibliográfica estão lançando o site D. João VI: o papel de um legado.
O projeto possibilita o acesso remoto dos visitantes à versão virtual da exposição homônima, que foi hospedada no Centro Cultural da Justiça Federal na época das comemorações dos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Rio de Janeiro. Além da exposição virtual, guiada por módulos explicativos divididos por critérios temáticos e cronológicos, o site disponibiliza ao internauta uma vasta seleção de documentos relativos ao período joanino.

A estrutura do site, os textos e a seleção de documentos baseiam-se no guia de fontes D. João VI: um legado em papel, lançado pela coordenação Geral de Pesquisae Editoração. Esta publicação, que também está disponível para download no site, tem como objetivo auxiliar o pesquisador na busca de documentos relativos ao tema pertencentes ao acervo da Fundação Biblioteca Nacional.

Para a construção do site, foram digitalizados cerca de 120 documentos na íntegra, totalizando mais de 1500 páginas, destacando-se livros raros, manuscritos, gravuras, desenhos, jornais, mapas, documentos legislativos e administrativos, entre outros.

O projeto tem como curadores os professores convidados Ismênia Martins e Vitor Fonseca, da Universidade Federal Fluminense, e conta com o apoio e a colaboração de todos os setores de acervo da FBN.


Para visitá-lo, é só acessar o endereço http://bndigital.bn.br/expo/djoaovi/



Conde de Linhares, Rodrigo de Sousa Coutinho. Aviso participando aos governadores da Bahia ordem do príncipe regente de que seja enviada uma coleção de sementes de todas as plantas da capitania, para que se possa publicar uma flora completa e geral do Brasil. Mafra, 12 nov. 1801








CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL - CULTURA

Espaços

O CCBB RJ possui diversos espaços culturais nos quais são realizadas atividades nas áreas de música, teatro, cinema e artes visuais. Confira! 

EXPOSIÇÕES

“I in U / Eu em Tu” – Laurie Anderson

29 Mar a 26 Jun
Local: Foyer e 2º andar | CCBB RJ
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h 

Mostra retrospectiva elaborada exclusivamente para o CCBB e que apresentará um conjunto instigante de obras originais de Laurie Anderson, composta de instalações, fotografias, desenhos, vídeos, músicas e documentações de performances, criações produzidas desde os anos 1970 aos dias atuais. Pela primeira vez no Brasil, obras desta artista multidisciplinar que, a partir do conhecimento da música tradicional, pesquisou novos meios como o uso da tecnologia, do corpo e da linguagem como forma de expressão.

Curadoria: Marcello Dantas.

* Dia 29 de março haverá performance da artista na rotunda às 18h30, seguida de palestra às 19h no Teatro I (Ver seção Ideias).


SERVIÇO

Data: 29 de março a 26 de junho
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h
Local: Foyer e 2º andar | Rua Primeiro de Março, 66 - Centro
Agendamento de visitas monitoradas: Segunda a sexta, das 9h às 18h | Telefones: (21) 3808-2070 e 3808-2254
Recepção/Informações: Terça a domingo, das 9h às 21h | Telefone: (21) 3808-2020
Classificação: Livre
Entrada Franca



Galeria de Valores

3 Jan a 31 Dez Local: 4° andar Horário: Mostra Permanente | Terça a domingo, das 9h às 21h
 
A exposição, com cerca de 2.000 peças do acervo numismático do Banco do Brasil, cria um espaço interativo que conta a história da moeda, no Brasil e no mundo: Raridades e curiosidades; O Ciclo do ouro; Linha do tempo: A história dos valores no Brasil; Os segredos das notas; Da moeda ao cartão de crédito, além de uma sala temporária dedicada a Julius Meili, considerado o pai da Numismática no Brasil.

Curadoria: Denise Mattar
Patrocínio: Brasilcap



A mostra cria um espaço interativo que conta a história da moeda, no Brasil e no mundo | Permanente

Visita Mediada à Exposição

3 Jan a 31 Dez
Local: Galerias
Horário: Terça a domingo

 
Conversas a partir das obras de arte e o público visitante através da mediação: a percepção, falas e experiências, assim como os conhecimentos, são tão importantes quanto o conteúdo específico das exposições.

* Com distribuição de material didático.

SERVIÇO
Evento Permanente
Horários: Terça a sexta, às 11h, 13h, 14h, 16h, 17h, 18h e 19h | Exceto às quartas, 14h sábados e domingos, às 10h, 11h, 13h, 14h, 16h, 17h, 18h, 19h e 20h
Local: Galerias | Rua Primeiro de Março, 66 - Centro
Agendamento para escolas e grupos: Segunda a sexta, das 9h às
17h, na sala do CCBB Educativo (1° andar) ou pelos telefones (21) 3808-2070/2254
Classificação: 5 anos
Entrada Franca

                     CINEMA E VÍDEO

    Cinema Brasileiro Anos 2000: 10 Questões    

A mostra propõe, a partir da exibição de mais de 50 filmes brasileiros de diferentes metragens e da realização de dez debates temáticos, um painel que promova a reflexão sobre as principais linhas traçadas pelo nosso cinema nos últimos dez anos (2001-2010), apontando questões importantes para o amadurecimento da produção cinematográfica atual | De 26 de abril a 8 de maio